sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Black Friday é pra americano ver

Toda sexta-feira seguinte ao Dia de Ação de Graças é conhecida nos EUA como "Black Friday". Neste dia, lojas de todo o país oferecem descontos incríveis em seus produtos. As empresas brasileiras (lógico) não quiseram ficar pra trás. Importaram essa tradição americana em suas lojas. Resultado? Uma piada. Descontos incríveis sendo anunciados, mas na verdade não houve reajuste algum.

Nos EUA, a Black Friday movimenta milhões de consumidores,
atraídos por descontos incríveis e reais
É tudo truque. Um jogo de números que confunde o consumidor, que acredita que um grande desconto realmente está sendo aplicado. Vejamos o exemplo deste Blackberry Curve 8520, anunciado no Extra.com, que está com um bom desconto: de R$ 799,00 por R$ 399,00. Seria incrível se esse fosse o menor preço praticado no mercado e se esse modelo não fosse sair de linha em algumas semanas. Sim, esse aparelho já está nas prateleiras das lojas desde o início do ano e será descontinuado pelo fabricante em breve.

Fora que o preço anterior anunciado data do lançamento do produto. Quando era novidade, é óbvio que custaria mais do que agora. Fora que esse preço é coberto por um concorrente do e-commerce de Abílio Diniz: no Submarino.com, o mesmo celular sai por R$ 359,10 (à vista).

Ou seja, Black Friday no Brasil significa mentir ao consumidor, ludibriá-lo para que os grandes varejistas faturem mais e mais.

Um comentário: