sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Revanchismo no esporte não existe

A seleção feminina de vôlei venceu Cuba na final do Pan-Americano de Guadalajara e se vingou da derrota de 2007, quando o Rio de Janeiro foi sede da competição mais importante das Américas. Peraí, "se vingou"? Bem, isso é o que vários sites e torcedores brasileiros afirmam. Mas será que a jogadora entra com esse espírito de revanche para o jogo? Será que não basta ganhar a partida e conquistar a medalha de ouro?

Eu acredito que atletas profissionais não entrem na partida com o intuito de vingar uma derrota anterior. Todo jogador ou jogadora que ganhar, nem passa por suas cabeças uma possível derrota anterior. É claro que existem uns e outros que acabam levando essas provocações para quadra e acabam trocando os pés pelas mãos. Não é bom entrar em quadra pensando em se vingar.


Quem bota essa pilha toda nos jogadores é a imprensa e os torcedores. Fazendo isso, acabam pressionando mais ainda nossas equipes. Pô, eles e elas estão lá para dar o melhor de si para conquistar mais uma medalha para o Brasil, não estão de brincadeira! Quem pensa o contrário, me desculpe, não entende do assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário